Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Risco de uma recessão global aumenta, adverte o Citigroup

  • 333

O risco de a economia mundial entrar em recessão aumenta porque os fundamentais permanecem frágeis, refere uma nota do Citigroup

O risco de a economia mundial entrar em recessão está a crescer e “os fundamentais permanecem pobres e frágeis”, refere o Citigroup numa nota divulgada esta quinta-feira.

“O ambiente atual é altamente precário e não favorece o crescimento global, após dois a três anos de relativa acalmia", refere a casa norte americana, notando que o crescimento no último trimestre de 2015 foi "invulgarmente fraco", caindo para 2% em termos homólogos.

A deterioração no cenário global decorre da perspetiva desfavorável para as economias avançadas, como os Estados Unidos, o receio da acentuada desaceleração da economia chinesa e do “seu regime cambial insustentável e alavancagem excessiva”, um generalizado aperto financeiro e riscos regionais, como a ameaça do Reino Unido sair da União Europeia.

O Citigroup está particularmente preocupado com o desempenho da economia americana, notando que se ela vacilar "será difícil identificar outras economias que possam no curto prazo tornar-se no motor de crescimento mundial". No caso-base, o banco admite um crescimento em 2016 no intervalo entre 2,2% e 2,5% , mas classifica de forte abrandamento se o valor ficar abaixo do limite de 2 por cento.