Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

“É um momento especial para convidar os portugueses a passar férias em Portugal”

  • 333

A feira de Lisboa teve 70 mil visitantes em 2015 e este ano espera mais 2 mil

Feira de turismo de Lisboa, que começa a 2 de março, é este ano alargada a 1000 empresas e 36 destinos internacionais, com estreia do Japão

O crescimento do turismo vai ter reflexos na próxima BTL (Bolsa de Turismo de Lisboa), a principal feira do turismo português - que inaugura a 2 de março para profissionais e abre ao público de 2 a 4 de março na FIL.

Ana Mendes Godinho, secretária de Estado do Turismo, quer que a feira de Lisboa seja "um momento especial para convidar os portugueses a passar férias em Portugal, até porque, com a reposição dos feriados, vamos ter fins de semana mais longos. Vou passar muito esta mensagem durante a BTL”. Dinamizar o turismo interno, que atualmente representa 30% em Portugal, é um objetivo assumido da secretária de Estado, com vista a atingir valores de países como Espanha ou França, onde se situa na casa dos 40%.

Na edição de 2016, a Bolsa de Turismo de Lisboa vai ter 1000 empresas expositoras, 36 destinos internacionais (destacando-se algumas estreias, como a presença do Japão ou da Macedónia), sendo esperados 72 mil visitantes, mais 2 mil que no ano passado. Brasil é o destino internacional convidado, estando já inscritas 80 brasileiras para participar na feira de Lisboa.

"Esta BTL tem um significado muito especial" num momento em que o turismo está em forte crescimento, enfatiza Vítor Neto, presidente do conselho estratégico da feira de Lisboa, salientando ainda que "a BTL é uma síntese quase perfeita da constelação de atividades que é o turismo, com presença de empresas, sectores, regiões, municípios, entidades estrangeiras e público".

"O turismo em 2015 gerou 11,4 mil milhões de euros em receitas externas, mais 9,3% que no ano anterior. Continua a ser o principal sector exportador de Portugal, e isto tem de ser repetido todos os dias", frisa ainda Vítor Neto.

BTL vai para a rua em 2017

Apesar do crescimento turístico, "estamos perante um desafio: este é um momento de viragem, não podemos satisfazer-nos com estes resultados, há que consolidá-los e dar um salto em frente", sustenta o responsável da BTL.

"Temos responsabilidades acrescidas quando os números são mais elevados, no sentido de garantir que não haja um arrefecimento dos resultados", concorda a secretária de Estado do Turismo, referindo que os seus planos para 2017 vão no sentido de reforçar a feira de Lisboa. "Para o ano queremos levar a BTL à rua, para que as pessoas percebam o que é o turismo em Portugal."

Luís Araújo, o novo presidente do Turismo de Portugal, chamou a atenção para "o novo trabalho que vamos ter para a próxima BTL em 2017" e defendeu a necessidade de reforçar uma das áreas que representa este ano uma novidade na feira de Lisboa, designadamente "o apoio às empresas startup e à inovação dentro da BTL".