Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

IRS vai baixar para 950 mil famílias

  • 333

Com a substituição do quociente familiar pela nova dedução fixa de 600 euros, o IRS irá baixar para quase um milhão de portugueses. Novo regime de retenção na fonte arranca no mês seguinte à entrada em vigor do Orçamento do Estado para 2016

A partir do momento que o Orçamento de Estado para 2016 entrar em vigor, as novas tabelas de retenção na fonte começarão a ser aplicadas no mês seguinte, segundo fonte oficial do Ministério das Finanças, conta o “Diário de Notícias” desta quarta-feira.

Tal como foi noticiado esta terça-feira, o Governo de António Costa decidiu alargar de 550 para 600 euros a dedução fixa por cada filho. Mário Centeno fez este anúncio no mesmo dia em que ia ser votado o Orçamento de Estado na generalidade.

“Um sistema mais justo e mais vantajoso (…) para aqueles com menores rendimentos”, afirmou o ministro. Com a substituição do quociente familiar pela nova dedução fixa de 600 euros, o IRS deverá descer para 950 mil famílias, conta o "DN".

Por regra, segundo o “DN”, a subida de 50 euros na dedução irá aumentar em cerca de 25 euros o rendimento mensal, limite para esta ser mais vantajosa do que o regime de quociente familiar.

Esta não é a única medida lançada pelo Governo com o intuito de aliviar as carteiras das famílias com rendimentos mais baixos. Ou com números sonantes. Esta terça-feira, também foi anunciado o alargamento da tarifa social de eletricidade, que pretende chegar a um milhão de portugueses.