Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

UTAO: Orçamento prevê aceleração do investimento privado para 7% em 2016

  • 333

Entidade que apoia o Parlamento nas finanças públicas considera que previsão de aceleração do investimento privado de 3,9% em 2015 para 7% este ano é um risco ao cenário macroeconómico de 2016

Joana Nunes Mateus

A Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) alerta que a meta para o investimento que consta no Orçamento do Estado para 2016 depende completamente do sector privado, já que o investimento público deverá cair.

"Neste cenário, o investimento do setor privado deverá aumentar de 3,9% para 7%, em 2016, compensando a diminuição prevista de 5,6% para o investimento do setor público, depois de um aumento de 10% em 2015", pode ler-se no parecer final do OE 2016, feito por esta entidade.

O facto de se prever que o investimento privado seja o motor mais dinâmico da economia para 2016 é um risco ao cenário macroeconómico deste Governo. "O crescimento esperado para o investimento, centrado em exclusivo no setor privado, poderá estar limitado pelas restrições de financiamento, perante reduzidos aumentos do crédito concedido e elevado rácio de endividamento e de crédito em incumprimento. A evolução do sistema financeiro, no sentido de superar as dificuldades para alcançar maiores taxas de rendibilidade num contexto de baixas taxas de juro, elevados níveis de crédito em incumprimento, e aumento de impostos dirigidos ao setor, poderão contribuir para dificuldades acrescidas à recuperação do investimento", refere a UTAO na análise ao OE.