Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Metalurgia bate mais um recorde

  • 333

Spencer Platt/Getty Images

Exportações estão a crescer à média de mil milhões por anos desde 2010

O metal português está a bater recordes e, em 2015, as exportações da indústria metalúrgica e metalomecânica somaram 14,6 mil milhões de euros, mais 5,6% que no ano anterior. É um máximo histórico que representa "quase 31% do valor total das exportações da indústria transformadora nacional", sublinha a AIMMAP, a Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos e Afins de Portugal.

A celebrar a "afirmação do metal português como pilar fundamental para o crescimento económico e industrial nacional", o vice-presidente da AIMMAP, Rafael Campos Pereira sublinha que este desempenho compara favoravelmente com o ritmo de crescimento das exportações da indústria transformadora (3,6%) e de Portugal (3,5%).

Os principals mercados das empresas do sector continuam a estar em Espanha (21%), Alemanha (19%) e França. No entanto, em 2015, a fileira trabalhou para diversificar as suas rotas, registando taxas de crescimento de 49% na Colômbia, 81% no Canadá 29% no México e 26% no Reino Unido.

No balanço dos últimos anos, o sector apresenta um crescimento médio anual de mil milhões de euros desde 2010, ano em que as vendas ao exterior somaram 10,3 mil milhões de euros.

Outubro de 2014, com exportações no valor de 1,3 mil milhões de euros foi o melhor mês de sempre deste sector, com 15 mil empresas e 200 mil trabalhadores em áreas como a cutelaria, metalurgia, louça metálica, máquinas e equipamentos, produtos metálicos, equipamentos de transporte e fabrico de peças metálicas para o sector automóvel, aeronáutica e indústria nuclear, entre outras.

Num comentário ao desempenho de 2015, Rafael Campos Pereira sublinha que a AIMMAP "congratula-se com estes extraordinários resultados, os quais representam um novo recorde de exportações, ultrapassando confortavelmente os notáveis números de 2014 ". "Esta trajetória de crescimento continuo, para além de confirmar a eficácia da aposta das nossas empresas na diversificação e no crescimento para mercados exigentes, reafirma a posição da indústria metalúrgica e metalomecânica enquanto exemplo de modernizanção e crescimento a seguir", defende.

Para os industriais do sector, a evolução das exportações "reforça a convicção de que os produtos e equipamentos produzidos em Portugal beneficiam de uma cada vez mais invejável reputação de qualidade e de inovação", na sequência dos investimentos efetuados pelas empreas nos últimos anos em fatores de diferenciação, apoiados desde 2015 na marca Metal Portugal, criada para ajudar a divulgar e promver o metal luso no estrangeiro sob o mote "damos forma ao futuro".