Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Governo deixa entrar chineses no capital da TAP

  • 333

PATRÍCIA DE MELO MOREIRA

Hainan Airlines vai financiar a TAP e ficar sua acionista. A autorização do Governo está no memorando assinado na semana passada, mas não foi divulgada

Os chineses da Hainan Airlines (HNA) vão ser acionistas da TAP, através do consórcio privado Atlantic Gateway, dos empresários Humberto Pedrosa e David Neeleman. A autorização do Governo está dada no memorando assinado na semana passada, de que só foi divulgada uma síntese que omite o acordo. Mas o Expresso teve acesso ao documento, onde o negócio é explícito.

Preto no branco: “O Estado português autoriza desde já a entrada no capital social da Atlantic Gateway pela HNA, em percentagem a acordar entre os acionistas da Atlantic Gateway e a HNA.” E mais: estando previsto o financiamento de €120 milhões à empresa, dos quais €30 milhões pelo Estado e €90 milhões pelo consórcio privado, “o Estado português autoriza igualmente que a HNA possa vir a subscrever diretamente parte das obrigações”, sendo que “os direitos que neste memorando de entendimento se referem à Azul se referirão à HNA”.

Ou seja, o novo dinheiro que vai ser emprestado à TAP será chinês. E como essas obrigações serão transformadas em ações, a HNA poderá ficar indiretamente com 10% a 13% da TAP, embora a proporção tenha de ser definida de forma a não pôr em causa a regra de controlo europeu.


Leia mais na edição deste fim de semana