Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Juros da dívida e prémio de risco a descerem dos picos de ontem

  • 333

Os juros das Obrigações do Tesouro a 10 anos já caíram esta sexta-feira para 3,87%, depois de terem atingido 4,5%, um máximo de quase dois anos, durante o dia anterior. O prémio de risco também recuou para o patamar dos 3 pontos percentuais. Estas descidas são as maiores no seio dos periféricos

Jorge Nascimento Rodrigues

O stresse na dívida obrigacionista portuguesa abrandou no mercado secundário na maioria dos prazos, incluindo o de referência a 10 anos. No entanto, nos prazos a 3, 4 e 5 anos, as yields das Obrigações do Tesouro (OT) continuam a subir esta sexta-feira. No prazo de 5 anos, estão em máximos desde julho de 2014.

A 10 anos, as yields das OT desceram de um pico em 4,5% durante quinta-feira para 3,87% pelas 15h (hora de Portugal). Aquele nível de juros já não se registava desde março de 2014. Em relação ao valor de fecho de ontem, a queda esta sexta-feira já foi de 24 pontos base, a maior entre as descidas das yields nas obrigações italianas (-9 pontos base), espanholas (-6 pontos base) e irlandesas (-2 pontos base). Hoje, apenas as yields das obrigações gregas a 10 anos continuam a subir, situando-se acima de 11,5%.

O prémio de risco, que havia galgado ontem o patamar dos 400 pontos base (equivalente a um diferencial de 4 pontos percentuais em relação ao custo de financiamento da dívida alemã), já desceu 34 pontos para 363 (um diferencial de 3,63 pontos percentuais). É, também, a maior descida nos periféricos do euro que registaram prémios de risco em baixa (exclui-se a Grécia cujo prémio subiu 12 pontos base para mais de 1100 pontos base).