Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Tecnológica portuguesa Veniam capta investimento de €20 milhões

  • 333

A Veniam, empresa tecnológica portuguesa especialista em Internet das coisas acaba de conseguir um investimento internacional de capital de risco de €20 milhões para suportar novação e expansão internacional

A tecnológica portuguesa Veniam anunciou um investimento de 22 milhões de dólares (cerca de 20 milhões de euros) num financiamento de Serie B, liderado pela Verizon Ventures com a participação da Cisco Investments, Orange Digital Ventures e Yamaha Motor Ventures.

Este montante eleva o total de capital de risco investido na Veniam a 27 milhões de dólares (cerca de €24 milhões). O novo financiamento vai permitir ampliar a plataforma tecnológica Veniam e expandir os serviços associados à criação, gestão e exploração de redes sem fios Wi-Fi de veículos por frotas urbanas, portos, aeroportos e fábricas. Na agenda da empresa liderada por João Barros estão cidades como Nova Iorque (Estados Unidos), Barcelona (Espanha), Londres (Inglaterra) e Singapura.

Segundo comunicado da empresa, esta segunda ronda de financiamento vai permitir desenvolvimento de tecnologia patenteada da Veniam (hardware, software e componentes de cloud) e expansão das redes de veículos. A empresa é hoje responsável pela criação e gestão da maior rede veicular do Mundo que abrange mais de 600 veículos na cidade do Porto, estando a fechar contratos em três continentes.

Com este financiamento de série B, a Veniam vai continuar a apostar no desenvolvimento do seu produto e, simultaneamente ampliar a sua estrutura a nível mundial. Contando com o financiamento de série A de 4,9 milhões de dólares (cerca de 3,9 milhões de euros), atribuído no final de 2014, a Veniam recebeu até à data cerca de 27 milhões de dólares (aproximadamente 24 milhões de euros). A True Ventures, Union Square Ventures e Cane, investidores da primeira série, voltaram a participar nesta fase.

Nascida da colaboração bem sucedida entre o Instituto de Telecomunicações, a Universidade de Aveiro e a Universidade do Porto com o apoio da Fundação para a Ciência e Tecnologia, a UPTEC e o Programa Carnegie Mellon Portugal, a Veniam desenvolve tecnologia inovadora e está apostada em criar a “internet das coisas em movimento” (“internet of moving things”). . A empresa dispõe de uma equipa de 40 colaboradores (30 em Portugal, seis nos Estados Unidos e quatro em Singapura), incluindo cerca 28 engenheiros portugueses dos quais 8 doutorados.