Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Cotrim de Figueiredo sai do Turismo de Portugal para “preservar a independência”

  • 333

Cotrim de Figueiredo estava à frente do organismo de turismo desde novembro de 2013

TIAGO MIRANDA

Apesar de ter descartado a hipótese quando o Governo de coligação de esquerda tomou posse, o responsável nomeado pelo executivo de Passos Coelho deixa agora o organismo estatal do turismo

João Cotrim de Figueiredo vai deixar a presidência do Turismo de Portugal, cerca de dois anos depois de ter sido escolhido para o cargo pelo secretário de Estado do Turismo do anterior governo, Adolfo Mesquita Nunes.

"A minha saída é uma decisão que tomo em consciência, numa altura em que o país se pode orgulhar do desempenho do Turismo em Portugal. Na base do inegável sucesso do setor em anos recentes está não só o notável trabalho das empresas e das entidades públicas, mas, também, a estratégia vencedora do Turismo de Portugal executada com profissionalismo e independência", afirma João Cotrim de Figueiredo em nota enviada à Lusa.

"Independência da atuação técnica é essencial no turismo"

"Como gestor profissional, só posso aceitar assumir a responsabilidade por resultados se dispuser da independência de atuação técnica que é essencial ao sucesso de uma atividade tão competitiva e dinâmica como o turismo, independentemente das legítimas orientações políticas emanadas pelo governo em funções", enfatiza Cotrim de Figueiredo, afirmando ter "consciência que cumpri com êxito parte da missão que me foi confiada, mas devo preservar a minha independência profissional, bem como a defesa da independência política do sector."

João Cotrim de Figueiredo assumiu o cargo de presidente do Turismo de Portugal a 08 de dezembro de 2013, menos de um mês depois de o seu nome ter sido anunciado como o eleito para substituir Frederico Costa, que tinha saído do cargo em outubro desse ano.

Formado em Economia pela London School of Economics e com um MBA pela Universidade Nova de Lisboa, João Cotrim de Figueiredo desempenhou diversos cargos empresariais e académicos desde 1979.

Entre 2005 e 2006 foi presidente da Comissão Executiva da Compal e da Nutricafés, desempenhando funções idênticas, três anos mais tarde, na Privado Holding, dona do BPP, a que se seguiu uma experiência como diretor-geral da TVI.

João Cotrim de Figueiredo era, desde 2007, acionista e administrador da Jason Associates e em 2013 tornou-se acionista e administrador da Faber Ventures.

Integrado no Ministério da Economia, o Turismo de Portugal é "a Autoridade Turística Nacional responsável pela promoção, valorização e sustentabilidade da atividade turística, agregando numa única entidade todas as competências institucionais relativas à dinamização do turismo, desde a oferta à procura", lê-se na página na internet da entidade.

A missão do Turismo de Portugal consiste em "qualificar e desenvolver as infraestruturas turísticas, desenvolver a formação de recursos humanos, apoiar o investimento no setor, coordenar a promoção interna e externa de Portugal como destino turístico e regular e fiscalizar os jogos de fortuna e azar".