Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Wall Street abre a subir. Bolsas na Europa em recuperação

  • 333

A presidente da Reserva Federal reafirma “gradualismo”, mas reconhece que condições financeiras internas e riscos externos atormentam economia dos EUA. No Velho Continente é dia de subidas, com a bolsa de Milão a liderar

Jorge Nascimento Rodrigues

As bolsas de Nova Iorque abriram esta quarta-feira no verde já depois da Reserva Federal norte-americana (Fed), o banco central, ter divulgado as notas introdutórias do testemunho da presidente Janet Yellen ao Comité do Senado, cuja audição começará dentro em breve e se prolonga por quinta-feira. As subidas dos índices Dow Jones, S&P e Nasdaq composto são, ainda, modestas, mas cortam com duas sessões consecutivas no negativo.

Na Europa, as bolsas estão em fase de recuperação depois de duas sessões consecutivas também no vermelho. O índice MIB, da Bolsa de Milão, já esteve a ganhar mais de 5% durante a sessão de hoje, e sobe, agora, 3,7%. O índice PSI 20, da Bolsa de Lisboa, ganha 0,5% e o índice Eurostoxx 50 (das cinquenta principais cotadas da zona euro) está a subir 1,9%.

Na introdução sobre o seu testemunho perante o Comité do Senado, Yellen admite que “as condições financeiras nos Estados Unidos tornaram-se, recentemente, menos favoráveis para o crescimento”. Os culpados: o que se está a passar nas bolsas e uma valorização ainda maior do dólar. E não deixa de acrescentar que “os desenvolvimentos económicos no estrangeiro colocam riscos para o crescimento dos EUA”, nomeadamente nas áreas das suas exportações. China, preços das matérias-primas, economias emergentes estão no radar da Fed.

Por isso, Yellen reafirma a estratégia “gradualista” na subida das taxas de juro. “Face a este pano de fundo, o Comité [da Fed que define a política monetária] espera que, com ajustamentos graduais na política monetária, a atividade económica se expandirá a um ritmo moderado nos próximos anos e que os indicadores do mercado laboral continuarão a fortalecer-se”, lê-se na intervenção.