Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

TAP. “Boa vontade e diálogo permitiram casamento”, diz Humberto Pedrosa

  • 333

O líder do consórcio Gateway mostrou-se confortável com o acordo assinado hoje de manhã

O empresário Humberto Pedrosa, que lidera o consórcio Gateway, afirmou que está confortável com o acordo assinado hoje de manhã com o Governo, que devolve ao Estado 50% da TAP, referindo que a "boa vontade e diálogo permitiram o casamento".

"Inicialmente disse que o nosso projeto e o do Governo não casavam, mas a boa vontade de ambas as partes e o diálogo permitiram que terminasse em casamento, como não podia deixar de ser entre pessoas de boa-fé", afirmou hoje Humberto Pedrosa, na cerimónia de assinatura do memorando de entendimento, no Ministério do Planeamento e Infraestruturas, em Lisboa.

O líder do consórcio Gateway resumia assim a mudança de opinião em relação à titularidade do capital, que esteve a ser negociado com o Governo de António Costa, desde que este tomou posse.

"Chegámos a um acordo de 50%-50% de participação social, pelo que a empresa será privada", declarou.

O Governo de António Costa vai pagar 1,9 milhões de euros para o Estado ficar com 50% da TAP, resultado das negociações com o consórcio Gateway, que tinham 61% do capital do grupo dono da transportadora aérea.