Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

O anjo da guarda de Portugal (e da Europa)

  • 333

Agência de rating canadiana, DBRS

D.R.

É canadiana e é a tábua de salvação do país. Sem a DBRS não haveria acesso a financiamento do Banco Central Europeu

Tem uma quota de mercado de 1,5% na União Europeia. Mas segura o destino de Portugal nas mãos. As restantes três agências de notação financeira reconhecidas pelo Banco Central Europeu (BCE) mantêm Portugal em território de ‘lixo’ financeiro. Só a canadiana DBRS atribui a Portugal um rating de grau de ‘investimento’. Garante assim que os bancos portugueses acedam a financiamento do BCE, dando como colateral dívida soberana portuguesa, por exemplo. Um David que salva o país.

Viragem

Não é a primeira vez que a DBRS desempenha um papel crucial ,‘ajudando’ países da zona euro. Em plena crise da dívida soberana, em 2011, esta agência possibilitou que bancos espanhóis e italianos continuassem a ter acesso a financiamento do BCE sem terem que dar mais garantias. Baixar o rating daqueles países implicaria que os colaterais apresentados pelos respetivos bancos valessem menos, complicando uma situação já muito difícil.

Leia mais na edição deste fim de semana