Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Já conhece a nova profissão com emprego garantido?

  • 333

Carlos Lacerda (SAP) e Pedro Simões Coelho (Nova IMS) assinam acordo

Luis Barra

A SAP e a Nova vão ter cursos com 100% de empregabilidade

João Ramos

João Ramos

Jornalista

A Nova Information Management School (IMS) foi escolhida pela SAP para ser o primeiro estabelecimento de ensino europeu, fora da Alemanha, a acolher formação superior na área de transformação digital das organizações. A Escola de Gestão de Informação da Universidade Nova de Lisboa (UNL) passa assim a fazer parte do grupo restrito de sete universidades que a nível mundial vão lecionar esta nova área de conhecimento com a certificação SAP (há atualmente duas na Alemanha, duas nos EUA, uma na China e outra na Austrália).

O acordo entre a multinacional de software e a escola portuguesa foi assinado esta semana e irá permitir formar anualmente 300 alunos em cursos de licenciatura, mestrado e pós-graduação. Em 2020, segundo prevê Carlos Lacerda, diretor-geral da SAP Portugal, terão sido formadas 1500 pessoas numa área em que é garantida uma taxa de empregabilidade a 100%”, uma vez que há um défice de especialistas em transformação digital, não só em Portugal como também a nível internacional. Em Portugal, só o ecossistema da SAP (centro de competência e parceiros) deverá absorver 40% dos formados pela Nova IMS, prevê Carlos Lacerda que anuncia também a criação de uma bolsa de emprego.

As oportunidades de emprego no estrangeiro também não vão faltar. Segundo um inquérito realizado pela Universidade Técnica de Munique a executivos clientes da SAP a nível mundial, apenas 17% dos inquiridos declaram ter os recursos humanos com as competências necessárias para implementar áreas tecnológicas emergentes, como a internet das coisas, software analítico e big data. “É fundamental que tenhamos data scientists e outros profissionais de transformação digital em número suficiente para que as empresas portuguesas sejam mais eficientes e competitivas”, defende Pedro Simões Coelho, diretor da Nova IMS. O aumento da procura já está a acontecer em Portugal, diz Carlos Lacerda, com a adesão das empresas à tecnologia SAP HANA (base de dados que processa grande volume de dados em tempo real).

A parceria entre a escola portuguesa e a SAP não é inédita. Já colaboravam no âmbito da pós-graduação em Digital Enterprise Management, na qual também é parceira a Google. “A colaboração entre a SAP e a Google num curso superior é inédita a nível internacional mas faz muito sentido, uma vez que as duas empresas têm estratégias e produtos que se complementam”, refere Carlos Lacerda.

Centro de competências

Para 2017, quando existirem as primeiras pessoas formadas no âmbito desta parceria, o diretor-geral da SAP garante que está nos seus planos propor à casa-mãe a instalação em Portugal de um Centro de Competências na área de transformação digital que irá servir clientes empresariais da SAP no mundo inteiro.
Pedro Simões Coelho antevê que esta formação suscite procura de estudantes estrangeiros, uma vez que as aulas serão dadas em língua inglesa. Uma situação que não será novidade uma vez que esta escola da UNL já tem alguns cursos com 40% de estudantes estrangeiros de 62 nacionalidades como resultado de ter cinco mestrados e pós-graduações classificados nos lugares cimeiros em rankings internacionais da Eduniversal.

“O bom clima, uma cidade cosmopolita como Lisboa, acredito que, com as ilhas de excelência existentes, podemos ter uma indústria exportadora do ensino superior”, defende Simões Coelho. E considera como provável que num futuro próximo mais de 50% dos alunos da IMS Nova sejam estrangeiros. A nível nacional, Simões Coelho defende que os cursos pós-graduação na área digital podem “reduzir o desemprego de longa duração uma vez que são uma oportunidade para os portugueses licenciados em áreas com baixa empregabilidade que pretendem reorientar as suas carreiras profissionais para as áreas digitais”.