Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Maré vermelha nas bolsas da Europa. Nasdaq lidera quedas mundiais

  • 333

As principais praças financeiras europeias fecharam esta sexta-feira registando perdas, com Milão a liderar as quedas. Apenas Madrid escapou. Em Nova Iorque, a bolsa das tecnológicas cai mais de 2,5%

Jorge Nascimento Rodrigues

As bolsas europeias fecharam esta sexta-feira no vermelho. O índice MIB da Bolsa de Milão liderou as quedas nas principais praças financeiras da Europa registando uma queda de 2,09%. Apenas Madrid escapou à maré vermelha, com o índice Ibex 35 a ganhar 0,41%. O índice PSI 20, da Bolsa de Lisboa, perdeu 0,19%. O índice Eurostoxx 50 (das cinquenta principais cotadas da zona euro) caiu 0,89%.

Foi um dia de volatilidade na Europa, particularmente na sessão da tarde. Aquando da abertura de Wall Street, pelas 14h30 (hora de Portugal), a maioria das praças financeiras europeias estava em terreno positivo; depois, a trajetória inverteu-se. O índice de volatilidade relacionado com o Eurostoxx subiu hoje 1,5%.

Em termos semanais, o índice MIB italiano liderou as quedas na Europa, registando perdas de 7,5%. O PSI 20, da Bolsa de Lisboa, caiu 3% durante a primeira semana de fevereiro. Com quedas semanais superiores a 4% incluem-se, além do MIB, o Dax alemão, o Cac40 francês, o SMI suíço e o AEX holandês, por ordem decrescente.

Em Nova Iorque, o NYSE e o Nasdaq, a bolsa das tecnológicas, abriram em terreno negativo, depois do Departamento de Trabalho divulgar que a economia norte-americana registou a criação de 151 mil novos empregos em janeiro. Menos do que os 262 mil verificados em dezembro, e abaixo das previsões dos analistas que apontavam para 190 mil. Os investidores reagiram com pessismo, apesar da taxa de desemprego dos EUA ter descido para 4,9%, um mínimo desde abril de 2008. O Nasdaq está a liderar as quedas em Nova Iorque e nas principais praças financeiras mundiais, com o índice composto a perder mais de 2,5%.

O preço do barril de petróleo de Brent, a variedade europeia de referência internacional, já oscilou esta sexta-feira entre um mínimo de 33,81 dólares e 35,12 dólares. À hora de fecho da sessão bolsista europeia, o Brent cotava-se em 34,47 dólares, ligeiramente abaixo do fecho do dia anterior.

  • A bolsa nipónica registou perdas pelo quarto dia consecutivo e caiu 4% durante a primeira semana de fevereiro. As duas bolsas chinesas encerraram com quedas e vão estar fechadas uma semana em virtude do novo ano lunar. Preço do Brent continua a descer