Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Bolsas Ásia. Tóquio e Xangai fecham no vermelho

  • 333

A bolsa nipónica registou perdas pelo quarto dia consecutivo e caiu 4% durante a primeira semana de fevereiro. As duas bolsas chinesas encerraram com quedas e vão estar fechadas uma semana em virtude do novo ano lunar. Preço do Brent continua a descer

Jorge Nascimento Rodrigues

As principais bolsas da Ásia Pacífico fecharam “mistas” esta sexta-feira. Em Tóquio foi mais um dia de quedas dos índices. Na China, as duas bolsas de Xangai e Shenzhen também encerraram com perdas, tal como a bolsa taiwanesa. Sidney fechou ligeiramente abaixo da linha de água. Mas Hong Kong, Seul e os quatro principais mercados fronteira (economias que ainda não são consideradas emergentes) asiáticos – Filipinas, Indonésia, Malásia e Tailândia - registaram ganhos.

Os futuros em Frankfurt e Wall Street estão em terreno negativo, indiciando aberturas em baixa.

O preço do barril de petróleo de Brent cotava-se em 34,25 dólares pelas 7h (hora de Portugal), registando uma ligeira descida de 0,4% em relação ao valor de fecho do dia anterior. O preço desta variedade europeia de referência internacional continua a registar volatilidade, tendo caído 9% nos dias 1 e 2 de fevereiro, para depois subir 7% a 3 de fevereiro e regressar a quedas a 4 e 5 de fevereiro.

As subidas no final de dezembro e agora no início de fevereiro foram alimentadas pelas expetativas de uma "coordenação" entre o cartel da OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) e a Russia para um futuro corte de produção diária. Mas o quadro fundamental do mercado petrolífero e da geopolítica regional no Médio Oriente provoca, depois, o regresso a uma tendência de queda desde o pico de 35,90 dólares no final do ano. O ministro dos Negócios Estrangeiros da Arábia Saudita, Adel al-Jubeir, frisou ontem em Riade que "nao deixaremos que a nossa política externa seja determinada pelo preço do petróleo".

No caso da Bolsa de Tóquio, os índices fecharam no vermelho pelo quarto dia consecutivo. O Nikkei 225 acumulou uma perda de 4% ao longo da semana. O índice de volatilidade ligado ao Nikkei subiu esta sexta-feira 9,5%. Apesar dos ganhos de hoje, o índice Hang Seng, de Hong Kong, caiu mais de 2% durante a semana. A bolsa estará encerrada na próxima semana até quinta-feira em virtude do ano novo lunar. Na China, o índice de referência CSI 300 (das trezentas principais cotadas nas duas bolsas) caiu 0,7% esta sexta-feira, mas registou um ganho de 0,6% nesta primeira semana de fevereiro. As bolsas chinesas estarão encerradas durante toda a próxima semana pelos feriados do ano novo lunar.