Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Saldo exportador de eletricidade bate recorde em janeiro

  • 333

No primeiro mês do ano as renováveis abasteceram 70% do consumo, com as hídricas a representarem 39%, eólicas 27%, biomassa 4% e fotovoltaicas 0,6%

O saldo exportador de eletricidade atingiu os 903 Gigawatt-hora (GWh) em janeiro, o que equivale a 20% do consumo nacional, o valor mensal mais elevado de sempre, segundo dados da REN – Redes Energéticas Nacionais.

Além do saldo positivo para a balança comercial, o ano de 2016 arrancou com condições favoráveis à produção renovável, com as afluências aos aproveitamentos hidroelétricos a ultrapassarem em 52% os valores normais para este mês, enquanto nas eólicas a produção ultrapassou em 19% os valores normais.

Segundo dados da gestora da rede elétrica, a produção hídrica aumentou 100% para os 2.202GWh em janeiro; enquanto a eólica subiu 33% para 1.416GWh, em relação ao mesmo período do ano anterior.

As renováveis abasteceram 70% do consumo, com as hídricas a representarem 39%, eólicas 27%, biomassa 4% e fotovoltaicas 0,6%.

Entre as fontes não renováveis, as centrais a carvão abasteceram 17% do consumo e as centrais a gás natural 13%.

Em janeiro, o consumo de eletricidade caiu 6,4% em janeiro deste ano face ao mês homólogo do ano anterior, devido às temperaturas acima dos valores normais para a época do ano, mas com a correção do efeito da temperatura e o número de dias úteis, regista-se um crescimento de 0,8% face ao período homólogo, o que é apontado como um dos indicadores de crescimento da atividade económica.