Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

PS divulga posições sobre Banif e Orçamento de Estado esta sexta-feira

  • 333

RAFAEL MARCHANTE / REUTERS

Reunião de cerca de duas horas e meia entre o ministro das Finanças e os deputados socialistas designados para a Comissão de Orçamento e Finanças “teve como único ponto na agenda a resolução sobre o Banif” - assunto que na sexta-feira será o tema das audições com o ministro das Finanças e governador do Banco de Portugal na comissão parlamentar

O PS remeteu todas as suas posições sobre o Orçamento do Estado para 2016 e sobre o processo Banif para sexta-feira, no Parlamento, por ocasião do debate quinzenal com a presença do primeiro-ministro, António Costa. Esta opção foi transmitida aos jornalistas pelo vice-presidente da bancada socialista João Paulo Correia após uma reunião de cerca de duas horas e meia entre o ministro das Finanças, Mário Centeno, e os deputados efetivos do PS na Comissão Parlamentar de Orçamento e Finanças.

No final da reunião, que se realizou nas instalações do secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Pedro Nuno Santos, o titular da pasta das Finanças não compareceu perante os jornalistas.

João Paulo Correia disse que a reunião “teve como único ponto na agenda a resolução sobre o Banif” - assunto que na sexta-feira, da parte da tarde, será o tema das audições com o ministro das Finanças e com o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, na Comissão de Orçamento e Finanças.

Questionado sobre as dúvidas manifestadas pela Comissão Europeia em relação ao projeto de Orçamento para 2016, assim como em relação às críticas constantes num parecer da UTAO (Unidade Técnica de Apoio ao Parlamento) sobre esse mesmo documento, o dirigente da bancada socialista recusou-se para já a fazer qualquer comentário.

“Na sexta-feira, teremos o debate quinzenal com o senhor primeiro-ministro. Certamente, esse será o momento mais indicado para esclarecer a opinião pública”, referiu.

Também no que respeita às posições a assumir no caso Banif, João Paulo Correia disse que “ficará tudo guardado para amanhã”, ou seja, sexta-feira. “Vamos ouvir primeiro o governador do Banco de Portugal e serão colocadas questões pelo nosso Grupo Parlamentar, concretamente sobre a resolução e também sobre todo o processo de recapitalização do Banif, que ocorreu em janeiro de 2013. Foi isso que estivemos a preparar nesta reunião”, acrescentou.