Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

IVA na restauração desce apenas para a comida

  • 333

Marcos Borga

Alimentação e cafetaria passam a pagar menos, mas o imposto mantém-se nas bebidas

O Governo quer descer o IVA para os 13% apenas nos alimentos que são vendidos pela restauração, permanecendo as bebidas com uma taxa de 23%, apurou o Expresso junto de fontes próximas do sector.

A exceção será o leite, café e água engarrafada, que passariam também para a taxa intermédia. As bebidas espirituosas, vinho, cerveja, refrigerantes e sumos embalados continuarão a pagar a taxa normal de 23%.

Quanto ao calendário de descida do imposto mantém-se para julho deste ano, mas a ideia é que seja faseada, ou seja, não está excluído vir a descer também o IVA nas bebidas que ficam de fora nesta primeira alteração (possivelmente no início do próximo ano).

A descida do imposto de 23% para 13% está calendarizada para entrar em vigor em julho porque a intenção do governo é minimizar o impacto nas contas públicas.

Ao manter as bebidas nos 23%, o executivo de António Costa consegue poupar ainda mais receita. Ou seja, a descida do IVA irá custar menos do que os 175 milhões de euros entretando estimados.