Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Confiança. Consumidores em alta, empresários nem por isso

  • 333

Em janeiro, o indicador de confiança dos consumidores subiu, regista o Instituto Nacional de Estatística. Em contraparida, os empresários estão menos confiantes

O indicador de confiança dos consumidores subiu em janeiro, a primeira subida desde novembro, segundo revela esta quinta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE). Mas a análise de conjuntura do INE junto dos empresários regista que o sentimento de confiança se degradou..

Ao segundo mês do novo Governo os consumidores estão mais confiantes, contriando a tendência dos dois meses anteriores, refletindo, diz o INE, “melhores perspetivas quanto à evolução financeira das famílias e da economia em geral”.

O gabinete estatístico nota que todos os parâmetros em análise (perspetivas relativas à evolução da situação financeira do agregado familiar, da situação económica do país, do desemprego e da poupança) registaram uma evolução favorável.

Já a confiança dos agentes económicos mantém a tendência de queda, embora este recuo de janeiro tenha sido menor do que nos meses anteriores. A indústria transformadora destaca-se pela positiva, em oposição ao pessimismo revelado pela indústria da construção e do sector do comércio e serviços. Janeiro é tradicionalmente um mês fraco para estes sectores.

O indicador da indústria transformadora beneficia da “evolução positiva de todas as componentes avaliadas (procura global e sobre os stocks de produtos acabados e perspectivas de produção”, relata o INE