Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Adeus sanções, olá negócios

  • 333

A cadeia de moda portuguesa Lion of Porches conta com duas lojas em Teerão e agora quer reforçar a exposição ao mercado

Raheb Homavandi / Reuters

Mercado iraniano voltou ao radar das empresas nacionais. Mas impõe taxas aduaneiras pesadas

Bernardino Meireles, administrador da Fogões Meireles, voltou em novembro a Teerão, quatro anos depois de uma primeira incursão pelo mercado iraniano. A sua empresa beneficiara no passado de bem sucedidas experiências exportadoras e quer antecipar-se à concorrência “antes que a euforia pelo levantamento do embargo provoque um engarrafamento”. Voltou a encontrar interlocutores “simpáticos e cordiais”, verificou que o ambiente económico está mais descontraído e saudável e esbarrou novamente na política protecionista que se traduz em pesadas taxas de importação. No caso de sectores com produção local, o agravamento varia entre os 50% e os 100%.

Mas a Meireles conta com um expediente para contornar esta adversidade. Exportar os componentes separados e celebrar uma parceria que permita, através de operações simples, a montagem local dos fogões. Neste modelo, a taxa de importação é no máximo 10% do valor das peças. “O mercado está recetivo e a nossa oferta é muito competitiva”, refere o empresário, que está em negociações avançadas com potenciais clientes e parceiros.

O protecionismo é preponderante em todos os segmentos industriais, até em caso de negócios mais específicos como os medicamentos. A Atral Cipan conta com um histórico comercial no Irão e na década passada participou numa transferência de tecnologia. É um “mercado de enorme potencial, mas com uma produção local relevante que limita a ambição da indústria portuguesa”, refere a empresa. Por isso torna-se mais fácil “exportar princípios ativos do que produto acabado” ou fornecer medicamentos que não constam da farmacopeia iraniana. O grupo Azevedos consta igualmente da restrita lista de exportadores para o Irão.

Leia mais na edição deste fim de semana