Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Remunerações médias deverão crescer 2,1% este ano

  • 333

Luis Barra

Executivo espera uma aceleração salarial no país, com as mexidas nos vencimentos dos funcionários públicos, o aumento do salário mínimo e uma evolução positiva da produtividade

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

O Governo espera que as remunerações por trabalhador em Portugal irão ter este ano, em termos médios, um crescimento de 2,1% face ao ano passado, de acordo com as estimativas do esboço do Orçamento do Estado para 2016.

Esta subida do nível salarial resulta do efeito combinado das reposições salariais na Administração Pública e do aumento do salário mínimo, também aplicável no sector privado.

No setor privado, refere o documento, "a moderação salarial e a evolução positiva da produtividade permitirão que os custos unitários do trabalho evoluam em linha com os dos principais parceiros comerciais, mantendo a competitividade das exportações nacionais".

A subida de 2,1% nas remunerações por trabalhador é superior ao crescimento de 0,4% estimado para 2015, ano que trouxe uma recuperação de rendimentos depois de em 2014 a remuneração média por trabalhador ter baixado 1,4%.

O Executivo espera que em 2016 a taxa de desemprego se situe nos 11,2%, abaixo dos 12,3% de 2015. O número de pessoas empregadas deve aumentar este ano 1% e o número de horas trabalhadas poderá subir 1,3%, pelas previsões do Governo.

A produtividade do trabalho poderá subir este ano 1,1%, ou seja, terá um aumento inferior ao perspetivado para a remuneração média dos trabalhadores.