Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Governo prevê défice de 2,6% para este ano

  • 333

António Cotrim / Lusa

Número é inferior aos 2,8% noticiados nos últimos dias. Ministro das Finanças deu explicação curta e promete mais detalhes para esta sexta-feira

A conferência de imprensa estava prevista para cerca das 18h, aconteceu à hora dos telejornais. Mário Centeno anunciou esta quinta-feira que o Governo estima como meta do défice para este ano 2,6%, duas décimas abaixo do que foi inicialmente anunciado. O ministro das Finanças diz que o objetivo do Orçamento é garantir as condições para a economia crescer.

“Este é um orçamento responsável, que favorece o crescimento económico, a criação de emprego, melhora a proteção social e assegura o rigor das contas públicas”, disse Centeno. “Tem uma política subjacente responsável e sustentável.”

O responsável pela pasta das Finanças disse ainda que o “cenário orçamental que agora começa a ser revelado” tem objetivos muito concretos que têm “em vista preparar a economia portuguesa para o crescimento económico”.

O ministro referiu ainda que a redução do IVA na restauração de 23% para 13% apenas em julho era uma hipótese que já estava prevista. Centeno disse ainda que esta sexta-feira irá entregar o documento orçamental no Parlamento e que só depois revelará mais pormenores.

O défice estrutural “situar-se-á nos 1,1%, resultando numa redução igualmente significativa de 0,2 pontos percentuais, lê-se num comunicado entregue aos jornalistas depois da reunião do conselho de ministros. O Governo prevê ainda um crescimento de 2,1% do Produto Interno Bruto para 2016. Quanto ao défice estrutural, foi revisto em baixa para 1,1%.