Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Banco de Inglaterra não copia colegas de Washington

  • 333

O comité de política monetária em Londres decidiu manter a taxa de juro num mínimo histórico e o teto do programa de compra de ativos. Apenas um membro defendeu o início do processo de subida dos juros à semelhança do que a Reserva Federal norte-americana fez em dezembro passado

Jorge Nascimento Rodrigues

O Comité de Política Monetária do Banco de Inglaterra (BoE) decidiu não mexer no quadro da sua política monetária na primeira reunião do ano realizada esta quinta-feira. O BoE optou por 8 votos a favor e 1 contra manter a taxa de juro em 0,5%, um mínimo histórico, e o teto de compra de ativos em 375 mil milhões de libras.

Deste modo, o banco central britânico não copiou a decisão dos seus colegas da Reserva Federal norte-americana que, em dezembro passado, optaram por iniciar o processo de subida das taxas de juro. Apenas Ian McCafferty manteve a sua dissidência no seio co domité defendendo uma primeira subida de 25 pontos base na taxa de juro de referência.

A taxa de juro tem sido mantida em 0,5%, desde que foi fixada a 5 de março de 2009, quando o comité de política monetária decidiu baixar em 50 pontos base a anterior taxa de referência, como medida de resposta à crise.

Os analistas apontam, agora, para a possibilidade de uma primeira mexida apenas no quatro trimestre deste ano.

A prudência do banco central britânico deriva do andamento da inflação no Reino Unido. Depois de ter registado uma inflação negativa em setembro e outubro do ano passado, de -0,1%, a taxa regressou a terreno positivo edm novembro, num nível muito baixo, de 0,1%, similar ao que se havia verificado em maio e julho. Em junho e agosto foi de 0%.