Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Derrocada do preço do petróleo. Mínimo desde fevereiro de 2004

  • 333

O preço do barril de Brent fixou novo mínimo de quase 12 anos em 31,55 dólares. Fechou esta segunda-feira em 31,57 dólares. Foi a quinta maior queda diária nos últimos 12 meses

Jorge Nascimento Rodrigues

O preço do barril de Brent, a variedade europeia de referência internacional, fechou esta segunda-feira em 31,57 dólares, um mínimo desde fevereiro de 2004. Durante o dia chegou a descer para 31,55 dólares. O preço caiu 5,9%, a quinta maior derrocada diária nos últimos doze meses. Este ano, é a segunda maior queda, depois do preço do Brent ter caído 6% a 6 de janeiro.

O petróleo é a matéria-prima cujo preço mais desceu desde o início do ano, segundo dados da Investing.com. Desde 31 de dezembro de 2015, o preço do Brent caiu mais de 15% e o preço do WTI, a variedade norte-americana, desceu quase 16%.

O preço do Brent movimentou-se no patamar de 31 dólares entre 16 e 24 de fevereiro de 2004. Na primeira metade de fevereiro, desse ano, variou entre 29 e 31 dólares. A última vez que fechou num patamar de 30 dólares foi a 13 de fevereiro desse ano.

A incógnita, agora, é saber se, ainda em janeiro de 2016, o preço do Brent desce para os 30 dólares. A União Europeia anunciou, na segunda-feira, que o levantamento das sanções ao Irão poderá estar para muito breve. O Irão, membro do cartel da OPEP, trava uma guerra diplomática séria com a Arábia Saudita, líder do cartel, e os analistas estimam que, após o levantamento das sanções, poderá lançar um adicional de 500 mil barris por dia no mercado.

Hoje foi mais um dia de quebras dos preços das matérias-primas. O índice da Bloomberg para as matérias-primas caiu 2,09%. O índice CRB perdeu 2,58% e o índice GSCI recuou 3,03%. As maiores quedas registadas ocorreram com os preços do petróleo, da aveia, e do cacau (cotado em Londres).