Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Novo contrato de trabalho dos estivadores firmado até 29 de fevereiro

  • 333

A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, anunciou que o regresso do Porto de Lisboa à normalidade foi conseguido pela realização de um novo Contrato Coletivo de Trabalho

Acabou a greve dos estivadores do Porto de Lisboa e "isso justifica os nossos sorrisos", referiu a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, anunciando o êxito do processo de mediação entre os estivadores e os operadores portuários, que resulta da aceitação de "fechar um novo Contrato Coletivo de Trabalho no Porto de Lisboa até 29 de fevereiro".

Os pré-avisos de greve que os estivadores tinham entregue desde 14 de novembro, e que já tinha sido prolongado até 31 de janeiro, serão "todos retirados", permitindo que a atividade portuária regresse à normalidade e recupere das quebras que entretanto sofreu, com a saída de vários grupos de transporte marítimo.

O resultado prático dos pré-avisos de greve não chegou a ter dias completos de greve, mas apenas atrasos das operações de carga e descarga, que não eram compatiíveis com as necessidades dos maiores armadores - que precisam de rapidez na execução das operações portuárias para não atrasarem o cronograma das operações previstas e agendadas para os restantes portos que têm de escalar nas rotas que fazem. A Maersk foi um dos armadores que teve de procurar alternativas ao Porto de Lisboa por não conseguir comportar atrasos no transporte marítimo que realiza.

Segundo a ministra do Mar, este acordo "é muito importante" para o Porto de Lisboa porque resolve um contencioso que se arrastava "há três anos". Neste conflito, diz Ana Paula vitorino, "as partes já nem se sentavam à mesa para negociar".

No entanto, agora foi "restabelecida a confiança", na sequência das reuniões mantidas com os representantes do Sindicato dos Estivadores do Porto de Lisboa, com os operadores e com a presidente da administração do Porto de Lisboa, Marina Ferreira. Esta iniciativa de mediação foi iniciada por Ana Paula Vitorino a 28 de dezembro, e esta sexta-feira, 8 de janeiro foi estabelecida uma base de entendimento no sector.