Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Em Lisboa e no resto da Europa, bolsas abrem a cair

  • 333

A Bolsa de Lisboa abriu a perder 0,12%, à semelhança das principais bolsas europeias, que também arrancaram em terreno negativo, com os investidores ainda inseguros relativamente ao desempenho dos mercados asiáticos, depois de na segunda-feira o governo chinês ter interrompido a sessão para conter as vendas

A Bolsa de Lisboa abriu esta quarta-feira em terreno negativo, com o PSI20, o índice de referência da praça lisboeta, a perder 0,12%, para os 5.209,25 pontos.

No resto da Europa, as principais bolsas também arrancaram a cair, com os investidores ainda inseguros relativamente ao desempenho dos mercados asiáticos, depois de na segunda-feira o governo chinês ter interrompido a sessão para conter as vendas.

Os investidores estão igualmente preocupados, de acordo com as agências internacionais, com o anúncio da Coreia do Norte que realizou o primeiro ensaio nuclear com uma bomba de hidrogéneo.

Cerca das 8h30 em Lisboa, o Eurostoxx 50, o índice que representa as principais empresas da zona euro, seguia a recuar 0,98%, negociando nos 3.146,72 pontos. As principais praças europeias seguiam a negociar entre os ganhos de 1,06% de Frankfurt e os de 0,26% de Londres.

Em Lisboa, o índice PSI20 seguia a acompanhar a tendência das congéneres europeias e seguia a recuar 0,91% para 5.168,22 pontos.

Apesar da recuperação da bolsa chinesa na sessão desta quarta-feira, devido aos esforços das autoridades chinesas para controlar as descidas das ações, os investidores estão inseguros relativamente ao desempenho deste mercado, nomeadamente depois do banco central ter anunciado a desvalorização do yuan.

Para hoje, na zona euro será divulgado o Índice de gestores de compras (PMI) da Markit para os serviços, e compósito, relativo a dezembro e o Índice de preços nos produtores, relativo a novembro.

Nos EUA, será divulgado o relatório do emprego ADP, relativo a dezembro, a balança comercial, relativa a novembro, as encomendas industriais, relativas a novembro e o Índice de gestores de compras (PMI) da ISM para os serviços, relativo a dezembro.

Serão ainda divulgadas as minutas da reunião de política monetária da reserva federal norte-americana, realizada a 15 e 16 de dezembro.