Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Fatura de descontos continua a ser paga por fornecedores

  • 333

Tiago Miranda

Nova lei do comércio atenuou prática, mas ainda há retalhistas a exigir compensações por promoções decididas de forma unilateral

Lembra-se daquela promoção imperdível que o levou a comprar três pacotes do mesmo produto para aproveitar os 40% de desconto que acabavam no dia seguinte? Se calhar já não se lembra. Mas é provável que o fabricante desse produto se recorde. Nem que seja porque a fatura dessa promoção lhe chegou recentemente às mãos, em jeito de lembrete.

Nas últimas semanas, vários fornecedores de supermercados e hipermercados portugueses começaram a receber notas de débito enviadas por empresas de grande distribuição para corrigir os valores contratuais inicialmente estabelecidos. De acordo com as informações recolhidas pelo Expresso, em boa parte dos casos essas notas estão relacionadas com a exigência aos fornecedores de compensações financeiras pelas perdas de vendas que os retalhistas tiveram, devido às promoções e descontos praticados ao longo do ano nas lojas.

A situação foi confirmada ao Expresso por vários fornecedores de empresas de grande distribuição que preferiram, no entanto, manter o anonimato, por temerem retaliações ou até a exclusão das prateleiras dessas insígnias. Num dos casos, a compensação por descontos exigida por um grande retalhista superou os €100 mil. As fontes do mercado ouvidas pelo Expresso falam ainda em situações em que os pedidos de comparticipação se aproximam de €1 milhão.

Leia mais na edição deste fim de semana