Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Go local & Get your incentive

  • 333

Os diferentes estádios de maturidade da internacionalização implicam diferentes níveis de proximidade a um determinado mercado geográfico. Por sua vez, essa mesma proximidade dita o grau de exposição ao sistema fiscal do mercado-alvo e as principais preocupações fiscais que deverão ser tidas em consideração.

Assim, no processo de tomada de decisão quanto a um investimento internacional, vários fatores devem ser tidos em consideração quanto ao modelo de investimento e mercado-alvo, entre outros, não escapando destes a temática fiscal.

Conscientes da importância e do impacte que a política fiscal poderá ter no ranking de cada país como potencial mercado-alvo para as empresas internacionais, os agentes políticos têm procurado adotar incentivos fiscais e financeiros que promovam a competitividade e atraiam investimento (externo) para o respetivo país.

Estes regimes de benefícios fiscais caracterizam-se, na sua generalidade, pela redução ou isenção de pagamento de impostos temporários ou definitivos (incentivos fiscais), ou pela concessão de auxílios financeiros (incentivos financeiros).

Em paralelo, a negociação de incentivos fiscais permite à entidade estrangeira/investidora, um primeiro contacto com as autoridades competentes do país de investimento, possibilitando deste modo limitar potenciais barreiras iniciais, seja em virtude da língua ou do desconhecimento de aspetos práticos/burocráticos no mercado-alvo.

Este primeiro contacto com as respetivas autoridades permite muitas vezes simplificar a entrada no mercado, contribuindo para uma redução dos custos associados ao investimento em mercado externo e, consequentemente, para o sucesso da internacionalização.

Deste modo, através da concessão de incentivos fiscais e/ou financeiros, permite-se não só aumentar os índices de investimento e competitividade externos de determinado país, mas ainda facilitar as componentes fiscal e prática do investidor externo: it’s a win-win situation.

por Tomás Costa Ramos
Este projeto resulta de uma parceria entre o Expresso e a Deloitte

ATÉ AO FIM DO ANO, O EXPRESSO VAI PUBLICAR TODAS AS SEMANAS UMA IDEIA PARA POUPAR NOS IMPOSTOS, NUMA PARCERIA COM A DELOITTE. NO TOTAL, SERÃO 50 CONSELHOS. VEJA AQUI A LISTA DE ARTIGOS JÁ PUBLICADOS