Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Costa promete recuperar controlo da TAP a bem ou a mal

  • 333

Rui Duarte Silva

Primeiro-ministro diz que a maioria do capital vai regressar ao Estado mesmo que não haja acordo com os privados. “Sabiam que estavam a assinar com um governo que tinha sido demitido na véspera”

"O estado retomará 51% do capital da TAP", afirmou esta sexta-feira António Costa, em Bruxelas. "Se não for com acordo é sem o acordo", esclareceu.

Recuperar a maioria do capital da TAP é uma das promessas do executivo socialista e, segundo o primeiro-ministro, "a execução do programa do Governo não depende da vontade de particulares" que assinaram um acordo em situações que Costa descreve como "precárias".

"Sabiam que estavam a assinar com um governo que tinha sido demitido na véspera", disse, referindo-se ao acordo feito com o executivo de Passos Coelho.

As declarações do primeiro-ministro surgem em resposta à indisponibilidade de David Neeleman e Humberto Pedrosa para se tornarem sócios minoritários da empresa.

Costa não recua e diz que a posição dos novos donos da TAP apenas mostra que a "negociação tem de prosseguir".

No braço de ferro, tem uma expectativa: "Estou certo que será feito por acordo e que, independentemente de declarações negociais que sejam feitas, o resultado final será um resultado" que satisfaça todas as partes.