Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Recessão no Brasil rima com inflação e corrupção

  • 333

Dilma Rousseff tem estado 
sob fogo cerrado nos últimos meses, entre manifestações populares, escândalos de corrupção e ataques políticos

Ueslei Marcelino / Reuters

Mistura explosiva de queda do PIB e subida dos preços deixa autoridades brasileiras de mãos atadas. É a maior crise desde 1990

Os Jogos Olímpicos agendados para o Rio de Janeiro são o espelho das dificuldades e de algum desespero que se vive na economia brasileira. As últimas notícias dão conta de uma derrapagem de muitas centenas de milhões de reais nas contas do evento e, neste momento, tudo serve para cortar nos custos. A organização chegou a ponderar deixar o ar condicionado na aldeia olímpica como facultativo (leia-se pago), numa cidade onde a temperatura máxima no mês de agosto pode chegar a 40 graus centígrados em alguns dias. A ideia acabou por ser abandonada mas há outras ideias na calha, como não colocar televisões nos quartos e apenas em zonas comuns, e a tendência é para a situação se agravar.

A crise económica associada aos sucessivos casos de corrupção está a criar uma mistura explosiva com a Presidente Dilma Rousseff no centro da contestação. Neste momento, corre no Congresso brasileiro uma tentativa de destituição (impeachment) para a tentar derrubar ao fim de dois anos de ter sido eleita para o segundo mandato. O Brasil está a viver a pior crise económica em quase três décadas e os efeitos são visíveis por todo o lado.

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro está, pelo menos este ano e no próximo, abaixo da linha de água. As últimas projeções do Fundo Monetário Internacional (FMI), avançadas no World Economic Outlook de outono, apontam para quedas do PIB de 3% em 2015 e 1% em 2016. Mas há estimativas bastante mais negras. Vários bancos de investimento e analistas apontam para quebras próximas de 4% este ano e de 2% no próximo, e há até quem não descarte a possibilidade de a recessão se estender até 2017.

Leia mais na edição deste fim de semana