Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Europa abre no vermelho, mas tendência é ainda indefinida

  • 333

O índice Eurostoxx 50 cai quase 1% e o PSI 20 da Bolsa de Lisboa perde 0,5%. Mas a trajetória é de abrandamento da queda. Preço do barril de Brent sobe para 40,43 dólares. Banco de Inglaterra e Banco Nacional da Suíça decidem sobre política monetária

Jorge Nascimento Rodrigues

As bolsas na Europa abriram esta quinta-feira no vermelho com o índice Eurostoxx 50 (das cinquenta principais cotadas da zona euro) a cair perto de 1%, mas a trajetória é de abrandamento da queda.

As bolsas de Amesterdão e Madrid lideravam as quedas pelas 8h10 (hora de Portugal) nas principais praças financeiras. O índice PSI 20 da Bolsa de Lisboa abriu a perder 0,17% e estava a cair 0,5% pelas 8h10. Nestes primeiros minutos da sessão, a tendência global na Europa e em Lisboa é, ainda, indefinida.

Recorde-se que a região da Ásia Pacífico fechou a sessão desta quinta-feira com perdas pela terceira vez consecutiva na semana, com Tóquio a liderar as quedas.

O preço do barril de petróleo de Brent abriu a sessão europeia a cotar 40,43 dólares, 0,3% acima do fecho de quarta-feira. O euro valia 1,0996 dólares na abertura da sessão europeia, abaixo do fecho de ontem, quando registou 1,1029 dólares, uma valorização de 1,25% em relação a terça-feira e de 4,4% face a 30 de novembro.

O Banco Nacional da Suíça e o Banco de Inglaterra divulgam hoje as suas decisões de política monetária na sequência da última reunião do ano. Não são esperadas alterações no quadro dos instrumentos monetários.

Entre os dados económicos do dia, a inflação anual em França estagnou em novembro, depois de ter subido 0,1% em outubro, segundo divulgou esta manhã o INSEE, o instituto nacional de estatística francês. Em cadeia (de um mês para o seguinte), a inflação recuou 0,2% em novembro, passando a terreno negativo, depois de uma subida de 0,1% em outubro.