Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Turismo fluvial bate recordes

  • 333

EVOLUÇÃO. Falta ainda contabilizar os meses de novembro e dezembro, pelo que 2015 pode fechar com 900 mil passageiros

d.r.

Cerca de 760 mil passageiros viajaram, entre janeiro e outubro, pela Via Navegável do Douro (VND) em pequenas embarcações, cruzeiros de um dia ou barcos hotéis, ultrapassando já o máximo atingido em todo o ano de 2014

Os sinais são evidentes. O turismo no Douro está a crescer”, afirma Raquel Maia, responsável pela Delegação do Douro da Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL).

Num balanço sobre o turismo fluvial no Douro em 2015, a administradora da APDL referiu à agência Lusa que, até outubro, passaram pela via navegável cerca de 760 mil passageiros, mais 145 mil do que em todo o ano de 2014 (615 mil).

CRUZEIROS Esta vertente representa 67% da totalidade de passageiros da Via Navegável do Douro, movimentando cerca de 500 mil pessoas

CRUZEIROS Esta vertente representa 67% da totalidade de passageiros da Via Navegável do Douro, movimentando cerca de 500 mil pessoas

d.r.

Falta ainda contabilizar os meses de novembro e dezembro, pelo que, segundo Raquel Maia, os valores de 2015 podem “chegar a uma ordem de grandeza a rondar os 900 mil passageiros”. “Está claro que o rio Douro vai de vento em popa enquanto canal de navegação turística”, sublinhou.

Cruzeiros com mais de 500 mil passageiros

O bom desempenho registou-se em todos os segmentos de negócio ligados ao turismo fluvial, onde existem 38 operadores e 99 embarcações. Em 2010 operavam neste rio 58 embarcações.

Os cruzeiros na mesma albufeira representam 67% da totalidade de passageiros da VND, movimentando cerca de 500 mil pessoas este ano.

Trata-se de viagens com duração variável, de uma hora ou hora e meia, e que se concentram principalmente nas zonas do Porto-Gaia, e depois também, em menor escala, em Entre-os-Rios, Régua, Pinhão, Foz do Sabor e Pocinho.

Na sua maioria são os estrangeiros que mais optam por estas viagens (57%).

BARCO HOTEL A maior parte dos passageiros que opta por viajar a bordo destas embarcações vem dos Estados Unidos, França e Alemanha

BARCO HOTEL A maior parte dos passageiros que opta por viajar a bordo destas embarcações vem dos Estados Unidos, França e Alemanha

d.r.

Aquele que é considerado o produto mais exportador do rio Douro, o barco hotel, alcançou os 54 mil passageiros. A maior parte dos passageiros que opta por viajar a bordo destas embarcações é proveniente dos Estados Unidos (29%), seguindo-se a França (19%) e Alemanha (11%).

Raquel Maia frisou que o Douro está também a contribuir para as exportações porque, salientou, grande parte dos passageiros são estrangeiros. “Eles vêm cá ver o Douro e o mesmo é dizer que estamos a exportar o Douro”, salientou.

Depois, os cruzeiros de um dia ultrapassaram os 185 mil passageiros, registando um aumento de 25% comparativamente a 2014.

Estes barcos navegam principalmente nos trajetos Porto-Régua-Porto, Régua-Pinhão-Régua e Régua-Barca d`Alva-Régua e a esmagadora maioria dos seus passageiros é portuguesa (93%).

Raquel Maia destacou ainda o aumento da navegação de recreio, com muitos a optarem por alugar embarcações sem tripulação para viajarem livremente pelo rio.

As perspetivas apontam para um aumento do número de turistas no Douro nos próximos anos, até porque se prevê a entrada em funcionamento de mais quatro navios hotéis em 2016/17.

Mais um navio Douro Azul

O novo investimento do empresário Mário Ferreira será um deles. O presidente da Douro Azul concluiu este mês um contrato em Londres para transportar mais de 4.200 turistas no rio Douro, com uma nova embarcação que deverá entrar em operação em março de 2017. Mário Ferreira prevê que o navio esteja totalmente ocupado durante cinco anos, até 2021. A nova embarcação terá 63 cabinas com capacidade para 126 passageiros. O programa para esta embarcação será fazer turismo no Douro entre o Porto, Barca D'Alva, Cais de Vega Terron (Espanha) e regressando ao Porto com passagem por diversas vilas e cidades.

INVESTIMENTO. A nova embarcação da Douro Azul deverá entrar em operação em março de 2017

INVESTIMENTO. A nova embarcação da Douro Azul deverá entrar em operação em março de 2017

d.r.

A Douro Azul transporta mais de 29 mil passageiros por ano, sobretudo originários do mercado externo. Os principais mercados emissores de turistas para os cruzeiros no Douro Azul são Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Suíça, Áustria, Bélgica, Holanda, Luxemburgo e Austrália.