Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Lisboa ‘ganhou’ 40 novos edifícios

  • 333

Chiado, Bairro Alto, Castelo, Príncipe Real e Avenida da Liberdade concentraram o maior número de prédios reabilitados durante este ano

D.R.

Todos os meses entraram, em média, no mercado residencial, 44 novos apartamentos, mais 30 que em 2014. Os preços estão a subir e já atingem os valores do período pré-crise

Marisa Antunes

Jornalista

Lisboa fecha o ano em alta no que diz respeito a construção e reabilitação de novos edifícios: ao longo do ano ficaram concluídos 40 edifícios de habitação, a que correspondem 524 apartamentos. Números contabilizados pela consultora CBRE no estudo ‘Lisbon Residential Brick Index’ a que o Expresso teve acesso e que revelam um aumento muito significativo relativamente a 2014 quando a oferta de novos fogos ficou restringida a apenas 164 unidades.

Para o próximo ano, a tendência é para a consolidação deste crescimento “tendo em conta que se encontram atualmente em construção cerca de 74 edifícios e em fase de projeto mais 65”, aponta-se no estudo. Feitas as contas, a CBRE estima que mesmo terminados e colocados no mercado em 2016 estarão assim 43 novos empreendimentos e mais 64 em 2017.

Chiado, Bairro Alto, Baixa, Castelo, Avenida da Liberdade e Príncipe Real destacam-se neste frenesim de reabilitações. No estudo, sublinha-se que “o centro histórico da cidade assemelha-se atualmente a um grande estaleiro, concentrando o maior número de edifícios em reabilitação”.

Leia mais na edição deste fim de semana