Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Plano de recapitalização do Novo Banco já seguiu para Frankfurt

  • 333

Luís Barra

Chumbado no teste de stresse mais adverso, o banco foi obrigado a apresentar ao BCE um plano de reforço de capitais de 1400 milhões de euros, que terá agora de ser concretizado até ao próximo verão

O Novo Banco já entregou ao Banco Central Europeu (BCE) o plano de reforço de capitais a que estava obrigado, depois de os testes de stresse a que se submeteu terem detetado necessidades de 1400 milhões de euros, confirma à Lusa fonte oficial da instituição à Lusa. O plano de recapitalização foi recebido esta segunda-feira na sede do banco, em Frankfurt.

A 14 de novembro, a instituição liderada por Mario Draghi divulgou os resultados dos testes de resistência ao Novo Banco, tendo este passado no cenário base mas chumbado no cenário mais adverso (que implica queda da economia e aumento do desemprego), ao apresentar um rácio de capital CET1 de 2,4%, abaixo do mínimo de 5,5%. Neste cenário, foi detetada uma insuficiência de capital de 1398 milhões de euros.

Perante isto, o banco tinha duas semanas para apresentar ao BCE um plano com medidas para reforçar os seus capitais, que terá agora de concretizar no prazo de nove meses, até ao verão do próximo ano.

Segundo o "Jornal de Negócios" desta terça-feira, o plano contém medidas de reforço de capitais que deverão mesmo ir além dos 1400 milhões de euros exigidos pelo supervisor bancário.