Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

EDP testa nova tecnologia para eólicas no mar

  • 333

João Manso Neto, presidente da EDP Renováveis, diz haver um grande potencial de aumento da rentabilidade dos projetos offshore

Jose Carlos Carvalho

Grupo recebeu €19 milhões da UE para testar em Portugal uma nova estrutura para torres offshore

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A EDP acaba de assegurar um financiamento comunitário de €19 milhões para desenvolver um novo projeto na área da energia eólica offshore. Um consórcio liderado pela EDP Renováveis irá testar ao largo da Póvoa de Varzim uma tecnologia de suporte para torres eólicas que poderá vir a baixar de forma significativa o custo associado à construção de parques eólicos no mar.

O novo projeto, denominado Demogravi3, irá ser feito no local onde nos últimos quatro anos foi testada a plataforma Windfloat, a seis quilómetros da costa portuguesa. O objetivo é testar uma estrutura para torres eólicas que consiste num tripé de aço e betão que fica preso ao fundo do mar. O equipamento para produzir energia será o já utilizado no Windfloat, com dois megawatts (MW) de potência.

O Demogravi3 custará €27 milhões, sendo a maior parte do investimento suportado pelas verbas do programa Horizonte 2020, da Comissão Europeia. A EDP Renováveis tem 25% do consórcio e fica a coordenar um agrupamento em que também entram a A. Silva Matos e o centro de investigação Wavec Offshore Renewables (de Portugal), a espanhola Acciona e entidades da Alemanha, Irlanda e Noruega.

Leia mais na edição deste fim de semana