Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Créditos à habitação mais baixos em dezembro: a Euribor ajuda

  • 333

Com a Euribor a seis meses negativa, 1,5 milhões de famílias portuguesas vão pagar mensalidades de crédito à habitação mais baixas já partir do próximo mês

Desde o dia 6 de novembro que a Euribor a seis meses, com exceção de uma única sessão, se fixou abaixo de zero. Esta tendência permitirá chegar ao final do mês com uma média mensal negativa, que será descontada ao 'spread' já em dezembro, diz o "Jornal de Negócios" desta quinta-feira. A beneficiar desta evolução estarão sobretudo as famílias que terão revisão do crédito no próximo mês. Contudo, esse efeito também deverá sentir-se em todos os contratos onde conste este indexante, esperam os economistas.

Estão assim em causa 852.800 contratos de habitação, segundo os dados do Banco de Portugal (os mais recentes são do final de 2014). No total de empréstimos para a compra de casa, 53,3% têm como indexante a Euribor a seis meses. A estes juntam-se mais 678.800 empréstimos para a compra de casa que, indexados à Euribor a três meses, já vêm sentido nos últimos meses um alívio nas mensalidades. No total, serão 1,5 milhões de famílias a beneficiar deste efeito.

A média negativa da Euribor a seis meses permite que, segundo as contas do "Jornal de Negócios", um empréstimo de 100 mil euros a 30 anos, com um 'spread' de 0,7%, pague uma mensalidade de 307,55 euros em dezembro - que compara com os 310,6 euros relativos à revisão anterior dos contratos.