Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Bolsa sobe e juros descem com atenções no BCE

  • 333

O índice PSI-20 subiu 0,96% e os juros da dívida soberana portuguesa a 10 anos desceram no dia de tomada de posse do novo governo. O dia foi positivo nas bolsas na Europa e expectativas de mais medidas de estímulo do Banco Central Europeu animaram os investidores.

A Bolsa portuguesa subiu e os juros da dívida soberana portuguesa a 10 anos desceram no dia em que toma posse o novo governo liderado por António Costa, com os investidores animados com a expectativa de serem ativadas mais medidas de estímulo monetário na zona euro.

O índice PSI-20 subiu 0,96% em linha com os ganhos dos pares europeus. Os juros das Obrigações do Tesouro portuguesas a 10 anos recuaram oito pontos base para 2,36%, segundo dados da Thomson Reuters.

“A negociação na bolsa portuguesa foi marcada pelo apetite pelo risco por parte dos investidores com várias cotadas a negociar acima de 1%. A tendência compradora segue o sentimento europeu, que continua a ser patrocinado pela instituição monetária máxima”, diz Pedro Ricardo Santos, gestor da XTB Portugal.

A nomeação de um novo governo apoiado num acordo entre partidos com maioria parlamentar retira algumas incertezas e traz mais visibilidade aos investidores, segundo analistas e operadores.

“Apesar de algumas questões por clarificar, espera-se agora que a normalidade económica regresse à economia portuguesa. Se até agora os agentes económicos adiaram algumas importantes decisões de investimento/consumo, a expectativa é que agora os projectos na gaveta sejam executados”, adianta numa análise.

Os CTT lideraram nas subidas, com um ganho de 5,38% para 8,754 euros por ação, seguidos do Banco BPI, que valorizou 3,81% para 1,145 euros.

O índice europeu FTSEurofirst 300 subiu 0,91% no dia em que o euro desceu para mínimos de sete meses face à moeda norte-americana.

Nos Estados Unidos, comemora-se hoje o Dia de Ação de Graças. Os mercados reabrem amanhã mas a sessão será mais curta.

  • Os juros das Obrigações do Tesouro a 10 anos no mercado secundário prosseguem a trajetória de descida para níveis próximos aos registados antes das eleições legislativas de outubro. Os juros portugueses são os que mais descem entre as obrigações dos periféricos nesta abertura de quinta feira

  • As bolsas da Ásia Pacífico encerraram com ganhos, com exceção da China. Na Europa, Amesterdão, Frankfurt, Londres e Zurique abriram acima da linha de água, mas Madrid, Milão e Paris iniciaram a sessão no vermelho. PSI 20 abriu em terreno positivo