Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Encolher o Novo Banco custa dinheiro

  • 333

Carlos Costa e Stock da Cunha continuam com visões diferentes sobre 
como resolver os problemas do Novo Banco

Marcos Borga

Para avançar com redução de pessoal, o Novo Banco precisa de dinheiro. O plano de reestruturação será entregue à DGCom até ao Natal

O plano de reestruturação em que a administração do Novo Banco tem estado a trabalhar terá de ser apresentado até ao Natal e vai ter impacto nos rácios de capital.

O Banco de Portugal já tinha dado ordem para reestruturar quando a venda do banco foi adiada, em setembro. O objetivo era colmatar eventuais insuficiências de capital (que, sabe-se hoje, ascendem a cerca de €1,4 mil milhões).

Eduardo Stock da Cunha e Carlos Costa, governador do Banco de Portugal (BdP), mantêm visões diferentes. O presidente do Novo Banco considera que a venda de ativos não altera de forma significativa os rácios do banco e que a reestruturação vai custar dinheiro, o que torna urgente uma injeção de capital. O governador Carlos Costa defende que a reestruturação é suficiente.

Leia mais na edição deste fim de semana