Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

TAP perdeu mais de 100 mil passageiros no verão

  • 333

Luis Barra

Os três meses de verão foram negativos para a transportadora aérea nacional. Contudo, os resultados registados em novembro poderão compensar o balanço global

O verão não foi positivo para a TAP. Nos três meses de eleição - entre julho e setembro -, a transportadora aérea nacional registou uma quebra de 1,4% dos clientes, o que totalizará mais de 100 mil passageiros, avança o “Diário Económico” desta quinta-feira.

As contas do jornal têm como referência os 8,8 milhões de passageiros que viajaram pela TAP nos três primeiros trimestres do ano passado. O mau resultado obtido no verão é justificado pela greve dos pilotos, que levou muitos passageiros a solicitarem o congelamento das reservas.

Segundo as informações avançadas pelo Expresso no sábado, o tráfego em 2015 acumula já uma quebra de 1,1%, num ano em que a companhia previa crescer 5%. O problema maior, porém, é a quebra da tarifa média, originada pelo aumento da concorrência.

O chamado BSP (montante de vendas gerado pelas agências de viagens para todas as companhias de aviação) registou uma quebra em Portugal de 5,5% até outubro. Este efeito aplicado na TAP significa que, para volumes de tráfego semelhantes, a companhia teve uma receita inferior em cerca de €20 milhões. Já no Brasil, a tarifa média desceu 8%: os volumes de tráfego mantiveram-se, as receitas foram inferiores.

Conforme o Expresso noticiou, o grupo TAP está a perder meio milhão de euros por dia. Depois de um primeiro semestre em que só a transportadora teve prejuízos acima dos €100 milhões, o grupo está a atenuar perdas na segunda metade do ano, mas continua no "vermelho". A projeção é de prejuízos no final do ano de €180 milhões. Mesmo com o petróleo 'barato'.

(Atualizada às 11h51)