Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

TAP compra 53 novos aviões

  • 333

David Neeleman anuncia a encomenda de 53 novos aviões para a TAP. No primeiro dia da empresa privada, o novo dono anuncia a renovação e expansão da frota

David Neeleman anunciou a encomenda de 53 novos aviões para a TAP. São Airbus de nova geração, que têm menor consumo de combustível e mais conforto a bordo. O primeiro avião chegará no final de 2017, disse.

Ao todo, serão 14 aeronaves Airbus 330 - 900 Neo e 39 aeronaves Airbus A320 e Airbus A321 Neo.

O anúncio foi feito ao início da tarde de sexta feira, numa apresentação aos trabalhadores, realizada no refeitório da sede da empresa, em Lisboa. Foi a primeira vez que Neeleman falou aos trabalhadores como novo dono da empresa. A TAP foi privatizada, recorde-se, ao final da noite de quinta feira. Esta sexta feira, depois do almoço, a entrada de capital (150 milhões já) era confirmada e o reforço da frota anunciado.

Os novos aviões destinam-se a reforçar a oferta no Brasil e a ampliar a oferta nos Estados Unidos, nomeadamente em Boston. "A nossa frota vai crescer", disse o empresário.

O crescimento e aumento da eficiência passam, de acordo com o plano que foi apresentado pelo consórcio durante a privatização, pela renovação da frota da companhia. Os novos 14 Airbus A 330-900 são para o longo curso e os 39 A320 e A321 são de médio curso.

Com a frota renovada, o consórcio prometia dez novas rotas para os Estados Unidos, contra as duas que a TAP detém atualmente, e conta ainda lançar entre oito e dez novas rotas para o Brasil.

"A gente entregou 12 350-900 e comprámos 14 A 330-900", disse David Neeleman. A TAP troca assim aviões antigos por mais modernos. "Essa aeronave", a A 330-900, "é muito mais económica para nós", reforçou.