Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

TAP. Fernando Pinto sai da gerência do consórcio comprador

  • 333

José Carlos Carvalho

Por “lapso”, o nome do presidente-executivo da companhia aérea foi incluído nos órgãos sociais do consórcio Atlantic Gateway. Fernando Pinto já renunciou. Artur Pedrosa, filho de Humberto Pedrosa, entra no seu lugar

Na semana passada, o consórcio que junta o empresário português Humberto Pedrosa e o norte-americano David Neeleman alterou os seus estatutos societários, no sentido de fazer cumprir as recomendações propostas pela Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC). A Atlantic Gateway passou a sociedade por quotas com nove gerentes, entre os quais o atual presidente da TAP, Fernando Pinto.

O gestor acumularia assim as funções de presidente-executivo da TAP com a gerência do consórcio que está comprador da empresa. Em declarações ao Expresso, Fernando Pinto afirma ter-se tratado de "um lapso, um erro administrativo”, adiantando não ter tido conhecimento de que o seu nome seria inscrito nos órgãos sociais do consórcio que junta o empresário português Humberto Pedrosa e o norte-americano David Neeleman.

A confusão, explica, terá resultado do projeto de conselho de administração que o consórcio tem para TAP, após o fecho da privatização, e que conta com Fernando Pinto como administrador-executivo. Ou seja, o gestor foi convidado para gerir a TAP privatizada, e não para fazer parte dos órgãos sociais do consórcio.

Fernando Pinto já renunciou ao cargo, deixando assim de fazer parte da gerência do consórcio que está comprador de 61% do capital da transportadora aérea.

Segundo a informação registada na conservatória no final da semana passada, avançada pelo "Sol", a gerência do consórcio passou a ser composta por Humberto Pedrosa e o seu filho, David Pedrosa, Fernando Pinto, Philippe Delmas, Sydney Isaacs, David Neeleman, Maximilian Urbahn, Robert Milton e Henri Courpron. Agora, com a renúncia de Fernando Pinto e até à privatização, será Artur Pedrosa, também filho de Humberto Pedrosa, a fazer parte da gerência da Atlantic Gateway. Com a TAP privatizada, Fernando Pinto entrará então no conselho administração da companhia.