Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Milionário chinês compra quadro de Modigliani por €158 milhões

  • 333

DR

“Nu Chouché”, do pintor italiano Amadeo Modigliani, tornou-se esta madrugada a segunda obra mais cara de sempre vendida num leilão

O milionário chinês Liu Yiqian garantiu esta madrugada, durante um leilão realizado pela Christie's, a compra do quadro “Nu Chouché”, do pintor italiano Amadeo Modigliani, por 170,4 milhões de dólares (cerca de 158,3 milhões de euros).

Segundo avança a agência noticiosa Bloomberg, o leilão para a venda do quadro de Modigliani começou com uma base de licitação de 75 milhões de dólares e teve sete compradores interessados. Segundo a mesma fonte, a vitória de Liu Yiqian neste leilão permite ao milionário chinês garantir a presença da obra no museu que fundou, o Long Museum, em Xangai.

O quadro de Modigliani - datado de 1917 e que estava avaliado pela Christie's em cerca de 93 milhões de euros - ascende assim ao estatuto de segunda obra mais cara de sempre arrematada durante um leilão: à sua frente está apenas a obra de Picasso “Mulheres de Argel”, vendida em maio, também pela Christie's, por quase 167 milhões de euros.

O último lugar deste pódio é ocupado pela obra “Nurse”, de Roy Liechtenstein, também vendida no leilão desta madrugada da Christie's, por 88,5 milhões de euros.

A venda dos quadros de Modigliani e Liechtenstein ocorreu durante um leilão que incluiu a venda de 34 pinturas e esculturas dos séculos XIX e XX, que geraram vendas globais superiores a 450 milhões de euros.