Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Luz Saúde reclama pagamentos por assistir doentes com SIDA em Loures

  • 333

A empresa presidida por Isabel Vaz diz ter a receber do Estado mais de 4 milhões de euros e anunciou ter iniciado um processo de resolução de litígios na parceria público-privada do Hospital Beatriz Ângelo

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A Luz Saúde decidiu acionar os mecanismos de resolução de litígios para exigir ao Estado português o pagamento de tratamentos a doentes com SIDA no Hospital Beatriz Ângelo, unidade hospitalar em Loures que é gerida em parceria público-privada (PPP).

No comunicado de resultados dos primeiros nove meses do ano, a empresa que detém o Hospital da Luz (em Lisboa) informa que acionou os mecanimos previstos no contrato de gestão com vista ao “início de um procedimento de mediação com a entidade pública contratante para resolução desta questão”.

Em concreto, a Luz Saúde reclama o financiamento de prestações de saúde adicionais realizadas no âmbito dos cuidados em ambulatório a doentes com o vírus VIH. A empresa realça que esta questão tem “um impacto financeiro significativo” nas contas dos hospitais.

O grupo presidido por Isabel Vaz estima que terá a receber 2,2 milhões de euros relativos a 2014 e 2 milhões de euros pelos primeiros nove meses de 2015.

Mas o pagamento das despesas com doentes com SIDA não é o único diferendo envolvendo a única PPP entre a Luz Saúde e o Estado: o Hospital Beatriz Ângelo tem também em curso uma arbitragem com a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, relativo ao pagamento dos encargos com médicos em formação no hospital de Loures.