Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Juros da dívida da maioria dos periféricos sobem, com destaque para Portugal

  • 333

Os juros das Obrigações do Tesouro português a 10 anos abriram, no mercado secundário, a subir para 2,77%, liderando as subidas da maioria dos periféricos da zona euro. A exceção é a Irlanda

Jorge Nascimento Rodrigues

As yields da dívida obrigacionista da maioria dos periféricos da zona euro estão em alta no mercado secundário, com destaque para as relativas às Obrigações do Tesouro português (OT), no prazo de referência, a 10 anos, que registam, na abertura desta segunda-feira, 2,77%, uma subida de nove pontos base em relação ao fecho de sexta-feira.

A subida no caso das yields das OT lidera a trajetória altista na maioria dos periféricos do euro. Apenas no caso da Irlanda, as yields estavam em trajetória descendente na abertura desta segunda-feira. As yields das obrigações gregas subiam seis pontos base para 7,77%. No caso das obrigações espanholas, a subida das yields foi de cinco pontos base e no caso das obrigações italianas registava-se um aumento de dois pontos base.

Com as yields das obrigações alemãs no prazo de referência estacionárias, os prémios de risco das dívidas soberanas de Portugal, Grécia, Espanha e Itália estão em trajetória ascendente.

Na semana passada, as maiores subidas no mercado secundário no custo de financiamento da dívida no prazo de referência registaram-se para as obrigações italianas (mais 32 pontos base) e espanholas (mais 26 pontos base). No caso das OT, a 10 anos, a subida foi de 15 pontos base. A semana vai ser marcada pela reunião do Eurogrupo esta segunda-feira, com o tema da Grécia na agenda, e pelos desenvolvimentos políticos na Assembleia da República portuguesa e no Parlamento catalão.