Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Banca aceita renegociar dívida da TAP

  • 333

Bancos passam a ter acesso à informação mensal auditada 
da companhia

Tiago Miranda

Ajustamentos ao acordo de venda da empresa, aprovados pelo Governo esta semana, desbloqueiam impasse com os bancos credores. A privatização pode agora avançar

As medidas anunciadas esta quinta-feira pelo Governo em gestão levaram os bancos a mudar de agulha e ceder à renegociação da dívida da TAP com os novos acionistas. Num documento anexo ao acordo de venda da empresa, o Governo introduziu medidas que visam conferir maior escrutínio às contas da companhia aérea.

Os futuros donos e os bancos credores da empresa acabaram assim por chegar a um entendimento sobre a reestruturação da dívida, aceitando prolongá-la por um período de sete anos, apurou o Expresso junto de fontes próximas do processo.

David Neeleman, que esteve em Lisboa esta semana, e Humberto Pedrosa participaram na reunião de quarta-feira com os bancos credores, onde também estiveram presentes o ministro da Economia, António Pires de Lima, a ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, o secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, e a secretária de Estado do Tesouro, Isabel Castelo Branco. A reunião aconteceu horas antes do Conselho de Ministros (CM) que aprovou ajustamentos ao acordo de venda de 61% do capital da TAP ao consórcio que Pedrosa e Neeleman constituíram em conjunto, Atlantic Gateway.

Leia mais na edição deste fim de semana