Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Devolução da sobretaxa baixa de 35% para 9,7%

  • 333

marcos borga

Dados da execução orçamental de setembro apontam para uma devolução da sobretaxa de IRS muito mais pequena do que o estimado há um mês. Muito por causa do desempenho do IRS

Caso o ano terminasse agora, o Estado devolveria apenas 9,7% do valor cobrado às famílias por conta da sobretaxa de IRS, revelam os números da síntese da execução orçamental de setembro. Nesta situação, a sobretaxa efetiva seria de 3,2% em vez de 3,5%.

Este valor é muito mais modesto do que o revelado há um mês, com a síntese da execução orçamental de agosto. Nessa altura, a soma das receitas do IRS e do IVA estava a crescer 4,7%, o que significava uma devolução esperada de 35% do valor cobrado às famílias com a sobretaxa (e uma sobretaxa efetiva de apenas 2,3% em vez de 3,5%).

Mas os números de setembro apontam para uma moderação na receita conjunta do IVA e do IRS, que está agora a aumentar apenas 4%. Muito por causa do IRS, cuja receita caiu 85 milhões de euros e está agora a encolher 0,9%, “invertendo a trajetória de recuperação verificada em meses anteriores”, frisa o Ministério das Finanças.

  • Estado nunca cobrou tantos impostos em setembro como este ano

    A receita fiscal líquida do Estado atingiu 3,943 mil milhões em setembro, a maior alguma vez cobrada num mês de setembro, avança um comunicado do Ministério das Finanças sobre a execução orçamental nos primeiros nove meses do ano. Entre janeiro e setembro, a receita fiscal cresceu 5,3% em termos homólogos, impulsionando a redução do défice em 813 milhões de euros