Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Portugal regressa hoje ao mercado e espera colocar até 1.250 milhões

  • 333

Serão feitos dois leilões de Bilhetes do Tesouro, num montante indicativo global entre 1.000 e 1.250 milhões de euros e representam a primeira ida ao mercado para financiamento de curto prazo deste último trimestre do ano

Portugal regressa hoje ao mercado para emitir até 1.250 milhões de euros, através de dois leilões de Bilhetes de Tesouro a três e a 11 meses, segundo a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP).

Os dois leilões têm um montante indicativo global entre 1.000 e 1.250 milhões de euros, maturidades a 22 de janeiro e a 23 de setembro de 2016 e representam a primeira ida ao mercado para financiamento de curto prazo deste último trimestre do ano.

A instituição liderada por Cristina Casalinho espera arrecadar até 3.750 milhões de euros em Bilhetes de Tesouro até ao final do ano, emitindo entre 1.000 e 1.250 milhões de euros uma vez por mês.

No último leilão a três meses, que ocorreu a 19 de agosto, Portugal colocou 400 milhões de euros a uma taxa de juro negativa (-0,013%), abaixo da taxa positiva de 0,044% registada no anterior leilão comparável, que se realizou em junho.

No mais recente leilão a 11 meses, que decorreu na mesma data, o IGCP emitiu 750 milhões de euros a uma taxa de 0,021%, abaixo da taxa registada no leilão comparável anterior, de 0,159%, que também se realizou em junho.