Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

TAP: bancos exigem garantia do Estado

  • 333

Humberto Pedrosa e David Neeleman

José Carlos Carvalho

Pedrosa e Neeleman pedem mais €120 milhões à banca. Venda depende agora da renegociação da dívida

Há um braço de ferro do lado dos bancos credores, que não cedem e exigem que o Estado, através da Parpública, se mantenha como garante à dívida da TAP. A maioria exige “garantias adicionais”. Depois do parecer prévio que a Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) emitiu esta semana sobre a venda de 61% da TAP ao consórcio Atlantic Gateway (que junta o empresário português Humberto Pedrosa e o norte-americano David Neeleman), falta apenas concluir a renegociação da dívida da empresa com a banca para que a privatização fique fechada.

Fontes próximas da operação adiantam que a exposição da banca aos novos donos da TAP pressupõe um maior controlo do risco dos empréstimos, que passam da esfera pública para o domínio privado. Mas não só. Sem a garantia do Estado, a banca olha para o sector da aviação, com enorme concorrência mundial, com mais cautela.

Leia mais na edição deste fim de semana