Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Banco de Portugal avança com segunda acusação no BES

  • 333

Luis Barra

Em causa está o BES Angola. Ricardo Salgado, Morais Pires e José Maria Ricciardi acusados de infrações

O Banco de Portugal avançou com a segunda acusação no caso Banco Espírito Santo (BES), por causa da exposição do banco ao BESA. Ricardo Salgado, Amílcar Morais Pires e Rui Silveira enfrentam quatro contra-ordenações, por dolo, e a restante gestão, incluindo José Maria Ricciardi, é acusada de três infracções, refere esta sexta-feira o "Jornal de Negócios".

Salgado, Morais Pires e Ricciardi são três dos 18 acusados pelo BdP no segundo processo de contra-ordenação do regulador.

A 3 de agosto de 2014, altura em que se deu a resolução do BES, o banco tinha uma exposição ao BES Angola superior a três mil milhões de euros, valor que se perdeu, na sua quase totalidade, com a queda do BESA, depois de intervencionado pelo Banco Nacional de Angola.