Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Governo alemão revê em baixa previsão de crescimento para 2015

  • 333

O crescimento do PIB na Alemanha em 2015 deverá ser de 1,7% e não de 1,8%, conforme estava previsto em abril. A revisão em baixa não é alheia ao comportamento da economia chinesa, para onde a Alemanha orienta muitas das suas exportações

O Governo alemão reviu hoje ligeiramente em baixa a previsão de crescimento económico para este ano, que passou para 1,7%, num cenário de abrandamento nos países emergentes.

A anterior previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 2015 divulgada em abril apontava para 1,8%. Para 2016, o Governo mantém a previsão de um crescimento de 1,8%, com a perspetiva de um efeito positivo da chegada dos refugiados.

"Somos um pouco mais prudentes" para 2015, afirmou o ministro da Economia, Sigmar Gabriel, acrescentando pensar que "a situação difícil em alguns dos grandes países emergentes e na China terá como consequência uma evolução menos favorável" na Alemanha.

A Alemanha, que exporta mais de 100 mil milhões de euros por mês, deverá sentir os efeitos do enfraquecimento registado na China Rússia e Brasil, mas as perspetivas mais positivas quanto à zona euro e Estados Unidos compensam a preocupação com os emergentes.

Quanto ao desemprego, que na Alemanha tem sido muito baixo nos últimos meses (6,4% em setembro), as previsões apontam para um novo recuo este ano.

No próximo ano, os números do desemprego podem ser mais elevados devido à chegada de refugiados ao país, que espera este ano pelo menos 800 mil pedidos de asilo.